Slider

ESTADO CÍVIL

Olá,
Apesar do que possam pensar, eu não estou doente. 
Para algumas pessoas estar solteira é sinónimo de doença, doença essa que tem de ser tratada o mais rapidamente possível recorrendo a todos os esforços. Nem que para isso seja necessário apresentar 2848 pessoas ( eu sei que é um número exagerado mas não importa) ou até empurrar a nossa amiga para o altar com a certeza que esta altera o seu estado cívil.

Não quero parecer convencida mas nunca ouviram numerosas vezes comentários do género " como é possível que uma rapariga como tu esteja solteira ?" , " Como é que uma rapariga tão bonita e simpática como tu continua solteira ? "," ainda não arranjaste sapato para o teu pé?", " qual é o teu defeito para não desencalhares ? ",.

Vou ser sincera,  de todas as afirmações a que mais me irrita é " qual é o teu defeito.." somos indevidamente comparadas a um boneco defeituoso que ninguém quer comprar. 
Mas não é apenas esta afirmação que me irrita. Irrita-me que em pleno século XXI ainda se considere a solteirice como uma doença.

De um momento para o outro os nossos amigos parecem perceber mais de amor do que de bebidas alcoólicas. Impingem-nos encontros e apresentações como se de uma cura se tratasse. 

Não importa se enfraquecemos a nossa auto-estima a cada encontro " falhado" . O que importa é tentar. 
Afinal de contas a cura para a nossa doença pode estar próxima temos que estar vestidas e produzidas a rigor!

Vestir aquela blusa comprada para uma ocasião especial que tardou em chegar, as nossas melhores calças e conduzir até aquele local onde vais passar 2 horas da tua vida a aturar alguém que não te diz nada, não nos desperta nada, mas tem calma com sorte não te calha um "labrego "!  O que importa é tentar.

Fora de brincadeiras não façam isso.

Eu , nós raparigas solteiras, não somos doentes por isso poupem os vossos conselhos amorosos mas não poupem o vosso carinho e amizade.

Talvez esteja assim porque quero, porque não sinto necessidade de partilhar a minha vida com alguém, porque não tenho tempo, porque ainda não me apaixonei ou talvez porque não esteja preparada.

Existem centenas de razões para estar solteira mas isso não significa que esteja fechada para o mundo. 
E dizer " não " a uma pessoa que não nos merece , que não nos diz nada , que não queremos não é nenhuma anormalidade - é amor - próprio.

Não sou mais nem menos que tu porque estas comprometida . Permite-me que te diga que conheço imensas mulheres ( e homens ) bonitas, inteligentes, carismáticas e até bem sucedidas que não têm parceiro e conseguem ser perfeitamente felizes. 
E conheço mulheres ( e homens) com as mesmas qualidades e que estão num relacionamento e se sentem tristes, carentes, sozinhas... É com as últimas que me preocupo!

Da próxima vez que te tentarem corar a solteirice levanta esse queixo e responde "EU ESTOU BEM, OBRIGADA."

P.S : Talvez esteja doente, talvez um dia me cure. Talvez hoje ainda não seja o dia.


Ana Antunes

Sem comentários:

Enviar um comentário